Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
02
Mai 10

Tapetes de flor

 

A freguesia de Boelhe renovou, este Domingo, 2 de Maio e Dia da Mãe, a sua Consagração, dos seus lares e das suas famílias, ao Imaculado Coração de Maria.

Dia de festa, mas, sobretudo, um dia para começar um novo caminho, uma nova vida, as cerimónias começam pelas 10,30 horas com as celebrações da Santa Missa e a festa da Primeira Comunhão para os adolescentes que frequentam o 3º ano de Catequese. No final, amavelmente, o executivo da Junta de Freguesia ofereceu a todas as mães presentes uma rosa, alusiva ao Dia da Mãe.

Contempladas por magníficos tapetes em flores naturais, tradição enraizada na população, as ruas envolventes ao Nicho do Imaculado Coração de Maria, Av.ª da Igreja, Largo da Arca e Calvário renovam em cor e alegria para a passagem da solene procissão com o andor de Nossa Senhora, um acto de amor por Ela.

 

Obras de beneficiação

 

A Paróquia de Boelhe procedeu, durante o mês de Abril, a obras de beneficiação no Monumento ao Imaculado Coração de Maria, destacando-se a pintura envolvente no exterior e interior, reparação de telhado e substituição da instalação eléctrica.

 

Simbolismo do Monumento 

 

Edificado em 1991, no Monumento ao Imaculado Coração de Maria, promovido pelo Grupo da Imaculada da Paróquia de S. Gens de Boelhe, encontram-se elementos do Antigo Testamento, do Novo Testamento, da Mensagem de Fátima e da Doutrina da Igreja.

Os três degraus constituem os alicerces do Monumento e representam os alicerces da Vida Espiritual. O primeiro degrau, junto à terra, representa o 1º grau da Vida Espiritual, isto é, isenção de pecado grave; só existe a graça actual. O segundo degrau representa o 2º grau da Vida Espiritual: desapego do pecado, mesmo das faltas veniais. Ou seja, quando se cai em falta, deve ser só por fraqueza e não por malícia, dado que já existe graça santificante. O terceiro degrau, já junto à base do Monumento, é o mais difícil e significa desapego das coisas do Mundo, isto é, devemos servir-nos das coisas, como meio, e não como fim. Mas uma vez subidos os anteriores, rezando e conservando-nos na presença de Deus, pela acção da graça santificante, o Senhor e Sua Santíssima Mãe não deixarão de ajudar.

Mesmo que alguém, vivendo em tibieza e conhecendo a Mensagem de Fátima, não queira ver os degraus de frente e pensar no seu estado de alma, indo para qualquer das faces do Monumento encontra sempre os três degraus, como um alerta à emenda de vida, apontando-lhe os três graus da vida espiritual.

A seguir, estão as quatro colunas do Monumento, onde se prendem os vidros. As colunas representam as quatro colunas da Igreja, os quatro Evangelistas. Os vidros representam a transparência que a nossa vida deve ter. Assim como quanto mais limpos estão os vidros melhor vemos o Imaculado Coração de Maria, assim também quanto mais limpa e transparente for a nossa alma melhor recebe Jesus.

Dentro do Monumento está Nossa Senhora, Ponte entre o Velho e o Novo Testamento, porque nasceu ainda no tempo do Velho Testamento, mas passa para o Novo Testamento com a vinda de Jesus. Nossa Senhora continua a ser Ponte porque, pelo seu “fiat”, trouxe Aquele que nos havia de remir da falta dos nossos primeiros pais. Assim, é Ponte e, ao mesmo tempo, Nossa Mãe e intercessora, por ser a Mãe de Deus.

Depois, temos o telhado com quatro águas que representam os quatro rios do Paraíso, como nos fala o “Génesis”, capítulos 2 vs. 11 a 14, e por onde corre, para os quatro cantos do mundo, um ponto essencial da Mensagem de Fátima: “Jesus quer estabelecer no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria”.

Por fim, em volta do Monumento, estão 5 pilares, que sustentam um terço. Os 5 pilares representam os cinco Primeiros Sábados, pedidos na Mensagem de Fátima. O Terço está ali a lembrar que Nossa Senhora, em Fátima, em 1917, nas seis aparições, pediu que se rezasse o Terço todos os dias.

 

 

A Imagem de Nossa Senhora é a imagem do Imaculado Coração de Maria, mostrada em Fátima aos Pastorinhos, na aparição de 13 de Junho de 1917.

O Monumento deve levar-nos não só conhecer a Mensagem de Fátima, mas a praticá-la; e, pela sua vivência, levar outros a vivê-la. Assim ao propor-se que se considerem os 3 degraus do Monumento, está a ajudar-se a fazer uma introspecção e logo se dando conta em que ponto vai o seu esforço em ascese.

Será que já estamos no primeiro degrau, ou grau da vida espiritual?

Será que pela oração e desejo de ascese, já passámos para o segundo degrau ou grau da vida espiritual?

Ou será que, por graça de Deus e com o nosso “fiat”, conseguimos estar já no terceiro degrau, ou grau da vida espiritual?

Os Monumentos ao Imaculado Coração de Maria são sempre todos iguais, tanto em Portugal como no estrangeiro, para evitar competições e vaidades, como nos pede a Mensagem de Fátima.

 

Jardins envolventes ao Nicho do Imaculado Coração de Maria

 

Esta Mensagem engloba a vida toda de quem a pratica – tanto no seu exterior, evitando extravagâncias, como no cuidado em se manter vigilante, nos degraus, ou graus, que já se conseguiu subir, com a ajuda de Nossa Senhora.

É esta a simples, mas entusiasmante mensagem que nos transmite o Monumento, como um princípio de vida interior mais cuidada e atenta, como resposta aos pedidos de Nossa Senhora em Fátima.

Não esqueçamos nunca: “uma alma que se eleva, eleva o mundo”, mas quando se perde uma alma, o Mundo fica mais pobre. 

É este o desejo de ascese do Grupo da Imaculada da Paróquia de S. Gens de Boelhe.

 

25 anos em missão

+ in http://www.grupodaimaculada.com/

publicado por a nossa terra às 23:52


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

17
19

25

30


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO