Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
16
Fev 11

 

 

 

 

 

Esta quarta-feira, 16 de Fevereiro, a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) reconheceu a importância dos voluntários na acção da Igreja Católica, “especialmente nas paróquias e movimentos”, sublinhando a necessidade do “voluntariado ao serviço das comunidades” e uma nova consciencialização social.

Esta dinâmica, capaz de acolher milhares de voluntários, gratuitamente empenhados nas diversas acções, nomeadamente a catequese, a animação litúrgica, a pastoral familiar, a participação nos órgãos de administração e co-responsabilidade pastoral são apenas alguns entre muitos motivos de aproximação e movimento entre pessoas e as instituições.

Falar, especificamente, no “voluntariado” destinado para acções, inserido em projectos de promoção humana e social, em áreas como a educação e formação, a saúde, o associativismo, o apoio comunitário e social, significa também falar da capacitação técnica dos agentes locais. Esta realidade, na procura de sinais de fraternidade global, deve despertar a opinião pública para as questões do desenvolvimento. Em atitude de reconhecimento e gratidão aos voluntários que diariamente dão do seu tempo, a sociedade começa a “despertar” para as causas, projectos e necessidades que, afinal, podem estar junto à nossa porta.

O voluntariado na dimensão cultural ganha cada vez mais adeptos. Dedicar os tempos livres ao cultivo da música, seja em filarmónicas ou grupos corais, à conservação e promoção do património, arquivos, bibliotecas, museus e outros centros culturais valoriza quem se dedica e permite disponibilizar os bens culturais à comunidade, de modo mais rápido e económico.

Os exemplos práticos chegam de áreas como o voluntariado de socorro de emergência, sobretudo através de instituições como os Bombeiros, a Cruz Vermelha e a Caritas, o voluntariado no campo ecológico e o voluntariado dos direitos humanos, com especial significado na defesa da vida, na promoção da justiça e da paz entre as pessoas e entre os povos.

2011 é o Ano Europeu do Voluntariado e o Ano Internacional da Juventude, por decisão do Conselho de Ministros da União Europeia, com o objectivo de estimular o desenvolvimento de actividades voluntárias que promovam uma cidadania activa.

 

Para os interessados em participar em acções de voluntariado na nossa terra, eis alguns exemplos:

 

Acção Local e Instituição

. Animador e bibliotecário, Biblioteca Paroquial

. Leitor de contos infantis, Jardim-de-infância de Bairros

. Animador para as tecnologias, Espaço Internet

. Promotor para a cidadania activa e defesa do património, Junta de Freguesia

. Corista, Coral Litúrgico e Coral Infantil e Juvenil

. Animador Semana Cultural e da Juventude, Junta de Freguesia

. Movimento de Vicentinas, Conferência Vicentina de Santa Teresinha de Jesus

. Animador cultural na iniciativa “Pintar Boelhe”, Junta de Freguesia

. Equipa de Casais, Pastoral da Família

. Conservação e limpeza de espaços verdes, Junta de Freguesia

. Dinamização de actividades juvenis, Grupo de Jovens

. Dinamização de actividades desportivas, FC Boelhe/Columbofilia

 

publicado por a nossa terra às 18:46

pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
18

21
22
23
24
25

27
28


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO