Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
06
Abr 11

Moinho Cisterna do passal paroquial de Boelhe

 

No próximo fim-de-semana, de 9 e 10 de Abril, no âmbito do Dia Nacional dos Moinhos que se assinala a 7 do mesmo mês, a freguesia de Boelhe assinalará a efeméride com a (re)abertura à comunidade do Moinho Cisterna do Passal Paroquial, uma iniciativa organizada pela Junta de Freguesia e Paróquia de S. Gens de Boelhe.

Com o apoio da sociedade civil, pretende-se chamar a atenção da população para o inestimável valor patrimonial do moinho tradicional da freguesia, de forma a motivar e coordenar vontades e esforços de outros proprietários, na recuperação e beneficiação de antigos moinhos outrora fortemente utilizados.

No dia 9 de Abril, o Moinho Cisterna do Passal Paroquial estará aberto essencialmente à comunidade educativa, jovens e adolescentes da catequese e, no dia 10, por ocasião da caminhada à descoberta do património rural e paisagístico de Boelhe, a população e caminhantes poderão desfrutar de visitas guiadas e todo um conjunto de actividades e animações associadas à acção de sensibilização, tendo como cenário os trilhos e passagens interpretativas da Serra do Esporão.

De acordo com Avelino Silva, presidente do executivo da Junta de Freguesia, estes dias servirão para “identificarmos problemas e oportunidades, ideias e projectos ou mesmo levar a cabo pequenas beneficiações, como limpezas ou consertos de coberturas”, evidenciando as expectativas e sentimentos que as iniciativas estão a desenvolver na comunidade. Entre os locais a visitar, encontram-se as passagens pela serra, outrora local de trabalho na transformação de granitos, nascente de água para os regadios ou de pastagem de ovinos e caprinos que longos anos não apagaram nas memórias da maioria da população.

 

Moinhos temporários do Rio Tâmega

 

Embora não fossem exclusivo deste, terão sido no Rio Tâmega que os moinhos temporários prevaleceram até mais tarde em utilização. Estes extraordinários engenhos eram anualmente reconstruídos no que concerne às suas paredes e telhado, quase sempre em madeira e algumas vezes usando o colmo, assim como no que diz respeito ao seu sistema de moagem. Somente a estrutura base, normalmente em granito, se mantinha no local de ano para ano, ficando submersa pelas cheias e resistindo às águas revoltosas do Inverno.

Estes moinhos de utilização sazonal, somente na Primavera e principalmente no Verão, permitiam aos seus proprietários continuar a moer durante o Estio, altura em que os pequenos ribeiros e corgas deixavam de ter água em quantidade suficiente para accionar os rodízios dos seus moinhos. Haveria mesmo algumas famílias que se mudavam para estas construções durante esses meses do ano, vivendo aí até que a chegada do Inverno as levasse de volta às suas casas nas aldeias da região.

De seguida publicam-se algumas fotografias de recolha efectuada durante a década de 80 do século XX, pouco antes da esmagadora maioria das estruturas destes engenhos terem sido submersas pelas águas da Barragem do Torrão, aquando da subida das águas da sua albufeira.

 

 

 

 

 

Para mais informações sobre esta temática recomenda-se a leitura do seguinte trabalho da autoria da Dra. Teresa Soeiro, historiadora e investigadora a quem muito se deve sobre o estudo e conhecimento destes engenhos:

. SOEIRO, Teresa (2005) -Temporary watermills on the rivers in Northern Portugal. International Molinology. Journal of The international Molinology Society, 71, p.3-13.

 

Ordenação Sacerdotal: reunião de preparação

 

Este ano,  a Paróquia de S. Gens de Boelhe vive um momento alto e significativo para a sua caminhada de povo crente. No próximo dia 10 de Julho, na Sé Catedral do Porto, um filho da terra - Rui Miguel Mota Alves -, chamado por Deus, responde com um "Sim" muito claro e generoso para servir a Deus e a Igreja. Neste sentido, o pároco Ilídio dos Santos, refere-se que "todos nós estamos convidados a participar com a nossa oração e serviço para bem viver e preparar este grande acontecimento".

Em ordem a este grande acontecimento para toda a comunidade, no próximo sábado, dia 9 de Abril, pelas 21 horas, decorrerá na Residência Paroquial de Boelhe uma reunião/encontro para os voluntários que se dispõem a ajudar e colaborar nos preparativos para a Missa Nova, a celebrar pelo novo presbítero no dia 17 de Julho. 

 

Caminhada à Serra do Esporão

 

No próximo domingo, dia 10 de Abril, realizar-se-á a 2ª edição da "Caminhada à descoberta do património rural e paisagístico de Boelhe". Convidando toda a população, comunidades e demais interessados em participar e associar-se às actividades em preparação, será uma excelente oportunidade para um convívio (partilhado) com diversas actividades, jogos tradicionais, de forma a estreitar e fortalecer laços e sentimentos pelos locais mais belos da freguesia.

Em comunidade, Participe! 

 

Peregrinação a Fátima

 

Encontram-se abertas as inscrições para a Peregrinação Inter-Paroquial a Fátima (Paróquias de Boelhe, Cabeça Santa e Peroselo), a realizar no dia 26 de Junho (Domingo).

As inscrições podem ser feitas no Cartório Paroquial nos dias e horários de funcionamento e nas Sacristias depois das Eucaristias. Os lugares dos autocarros são preenchidos por ordem de inscrição.

 

"Pintar Boelhe"

 

A 3ª edição da mostra de artes e cultura da freguesia de Boelhe regressa em 15, 16 e 17 de Abril e distinguirá a artista Maria do Carmo Azevedo e homenageará a jovem escritora Andreia Camilo, autora do livro "Palavras de Andreia". 

+ info in http://boelhe.wordpress.com/  

publicado por a nossa terra às 00:15

pesquisar neste blog
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
15
16

17
22
23

24
25
27
29
30


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO