Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
14
Jul 11

Com base nas publicações da Direcção-Geral da Saúde, publicamos esta semana o nono post de um ciclo de divulgação e informação útil ao cidadão relacionado com a temática da "Saúde Ambiental". Entre os diversos temas a serem desenvolvidos, pretende-se apresentar conselhos práticos relativos com a época de Verão: calor, preparativos, alimentos, segurança, riscos de incêndios, cuidados com a saúde, entre outros, possibilitando acesso e ligação a outros conteúdos de informação.

 

Tema desta semana: Riscos para a saúde resultantes da ocorrência de incêndios

(resumo)

 

Continuação

 

III . QUEIMADURAS

 

A - PRIMEIROS SOCORROS EM QUEIMADURAS

 

É função da pele proteger o corpo contra infecções, contra a perda de água para além de regular a temperatura. É ainda um órgão sensorial para o tacto, a dor, dando-nos a sensação da temperatura e da pressão exercida sobre ela.

Quando está queimada, perdemos o controle da temperatura, dos fluidos orgânicos, da água e de barreira contra a infecção.

As queimaduras classificam-se quanto a profundidade em 1º grau, 2º grau e 3º grau. Além da profundidade, uma queimadura é tanto mais grave quanto maior for a superfície do corpo afectada.

As características das queimaduras estão indicadas na tabela seguinte:

 

Tabela1: Características das queimaduras 

1º grau

2º grau

3º grau

Vermelhidão de leve a intensa

Formam-se bolhas

Ocorre destruição da pele

A pele fica branca quando pressionamos o local

Ardor intenso

Cor variável (branca, vermelha, preta)

Não há formação de bolhas (flictenas)

Área fica sensível ao frio e ao vento

Superfície seca

Presença de ardor e aumento da sensibilidade durante 2 dias

 

Exposição de tecido gorduroso

Num período de 3 a 7 dias poderá haver perda da pele

 

Dor ligeira pois as terminações nervosas foram destruídas

Nota: As queimaduras domésticas raramente ultrapassam o 2º grau e ocorrem com maior frequência em acidentes na cozinha.

 

B - QUEIMADURAS SEM FORMAÇÃO DE BOLHAS (FLICTENAS) NEM PERDA DE PELE E EM SUPERFÍCIE PEQUENA

 

O que deve fazer:

  • Remover fonte de calor abafando com pano se houver chama ou lançando água;
  • Arrefecer imediatamente a área queimada com água fria corrente da torneira, por alguns minutos (este procedimento é fundamental pois a área queimada está aquecida e continua a lesar a pele, podendo aprofundar-se, formando bolhas; quanto mais rapidamente for arrefecida, menos grave será a queimadura);
  • Retirar, se possível, objectos que armazenem calor, por exemplo: anéis, colares, brincos, cinto, objectos de metal ou de couro;
  • Proteger a área queimada com gaze, lenço ou pano limpo;
  • Se não abranger área entre os dedos, face ou genitais e poucos centímetros quadrados da pele, pode-se fazer curativo com gaze gorda.

 

C - QUEIMADURAS COM FORMAÇÃO DE BOLHAS (FLICTENAS) E/OU PERDA DE PELE

 

O que deve fazer:

O mesmo que na situação sem bolhas. 

  • Informar se está vacinado contra o tétano; se não estiver vacinado, deverá fazê-lo no seu Centro de Saúde;
  • Procurar imediatamente atendimento por um profissional de saúde.

 

O que não deve fazer: 

  • Furar ou rebentar as bolhas;
  • Retirar roupa ou substâncias que estejam aderentes;
  • Não realizar o arrefecimento com água pelo risco de infecção devido à perda da protecção da pele.

 

NUNCA use nas queimaduras: 

  • Pasta de dentes;
  • Manteiga ou margarina;
  • Óleos de qualquer tipo;
  • Pomadas caseiras (sem orientação médica);
  • Quaisquer outros produtos;
  • Não cobrir com panos.

(este tema terá continuação no post da próxima semana) 

 

Fonte: DGS 

publicado por a nossa terra às 19:06


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

17
19
20
23

24
27
28
30



links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO