Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
18
Jul 11

 

Sacerdote Rui Mota emocionado com gestos sentidos da comunidade

 

Se na passada semana, pela imposição e prece de D. Manuel Clemente, Bispo do Porto, acabara de recebeu o sacramento da Ordem de Presbítero, Rui Miguel da Mota Alves testemunhou este domingo o afecto da comunidade paroquial de Boelhe - a celebração da sua Missa Nova superou os três mil participantes.

 

 

 

 

Entre a presença dos pais e da irmã, familiares e amigos, o Padre Rui Mota fez-se acompanhar do Padre Ilídio dos Santos percorrendo desde a sua residência um extenso tapete floral, colchas brancas desfraldadas ao vento, saudando o cortejo de fiéis que fizeram questão em o acompanhar, em comunidade, à Avenida da Igreja. Soaram as palmas, saudações das crianças, cumprimentos dos membros do Conselho Económico da Paróquia e, na Igreja Românica de S. Gens, recebia do seu pároco a indumentária e o paramento que solenemente testemunha o início da sua primeira celebração. Em procissão, dirigindo-se para o altar, instalado no Largo da Igreja, seis dezenas de párocos da região tomaram parte neste grande momento para este novo sacerdote e para a Paróquia de Boelhe - meio século depois, a freguesia assiste à ordenação de um “filho da terra” e celebra a alegria da sua Missa Nova.

 

 

 

 

Dos solenes momentos e da proclamação da Palavra de Deus, por muitas palavras que se escrevam ficará sempre algo por mencionar, entoaram os cânticos de júbilo pelo Coral Interparoquial, acompanhado de instrumentistas, maestro e organista, o Padre Rui Mota recebeu o cálice e a patena - lembrança da comunidade para o acompanhar nas suas celebrações - o solene ofertório por duas crianças, um jovem casal, pais e um casal adulto e, na saudação final, com calma e serenidade, relembrou a família, alguns momentos da vivência do seu ainda jovem percurso de vida, a dedicação dos párocos Serra, Luciano, Lino, Capela, Avelino e Ilídio - ordenado sacerdote há apenas um ano vive o dom e testemunho que muitos sacerdotes não alcançam numa vida - a comunidade completa este incentivo fraterno.

 

 

 

Agraciado com uma peça de arte, pelas mãos de Avelino Silva, presidente da Junta, o Padre Rui Mota denotou o sentimento de alegria comum e esperançado em cada rosto, presença assinalada pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Dr. Alberto Santos, membros do executivo local, Olinda Almeida e Zeferino Sousa, Vereador do Município Dr. Antonino de Sousa, Clarinda Luís Mota, Presidente da Assembleia de Freguesia e Balbina Melo, Deputada na Assembleia Municipal e demais entidades civis e associativas que se fizeram representar, grupos de jovens, paróquias vizinhas e movimentos paroquiais vindos de Aldoal e Oliveira do Douro.

 

 

 

Entre muitos (re)encontros esperados, sublinhe-se o momento tradicional ao “Beija Mão” e a confraternização festiva entre a comunidade e os párocos presentes - marcas vidas em acções de iniciativa local e voluntariado, organizadas e preparadas pelos incansáveis elementos do “Staff das Merendas” e dos grupos de arranjos e ornamentações - emocionado, o Padre Rui Mota agradeceu o empenho e dedicação de todos os intervenientes. Os cânticos no Largo da Arca, a “procissão” em ombros ao jovem sacerdote pelos párocos e a actuação do Rancho Folclórico de Boelhe acrescentaram brilho à longa animação que se seguiu noite dentro.

 

 

  

 

 

 

Nasceu na freguesia vizinha de Peroselo mas no seio da qual cresceu e amadureceu a sua vocação sacerdotal, o Padre Rui Mota levará a freguesia de Boelhe no coração para as terras onde irá, em breve, exercer as primícias do seu sacerdócio, proclamando o desígnio e lema da sua ordenação, tal como a frase gravada no enorme painel que fora colocado junto da Igreja Matriz: «Se alguém disse “Amo a Deus”, mas odeio o seu irmão, é mentiroso. Porque aquele que não ama o irmão, a quem vê, é incapaz de amar a Deus, a quem não vê.” (Jo 4,20)

 

- Fotos gentilmente cedidas por Gaspar Soares (sujeitas a direitos de autor). 

 

A Paróquia de S. Gens de Boelhe e a Freguesia de Boelhe agradecem e louvam a dedicação e brio da comunidade e demais incansável colaboração dos grupos de voluntários, entidades, município, militares da G.N.R., empresas e particulares que zelaram pela segurança e organização dos espaços. 

 

ver +

link fotos da Paróquia de S. Gens de Boelhe

 

publicado por a nossa terra às 07:53


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

17
19
20
23

24
27
28
30



links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO