Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
14
Nov 11

 

O Partido Socialista de Penafiel promoveu, no sábado, um encontro/debate de autarcas subordinado ao tema Reforma Administrativa e o Livro Verde da Administração Local. O evento teve lugar no auditório da sede da Junta de Freguesia de Paço de Sousa, e contou com a presença de Rui Solheiro, membro do Secretariado Nacional do PS e presidente da Associação Nacional dos Autarcas Socialistas.

Manuel Ferreira, presidente da Junta de Paço de Sousa, foi dos primeiros a usar da palavra. O autarca demonstrou o “profundo descontentamento” pela forma como o actual Governo está a tratar o poder local, apelando à população para lutar na defesa da história e identidade das freguesias, refere a nota enviada à comunicação social. Manuel Ferreira deu o exemplo da vila de Paço de Sousa, que é a freguesia mais populosa do concelho a seguir à cidade, não vendo quaisquer razões para que esta com um passado valioso e com mais de quatro mil habitantes não se mantenha independente. 

Já Carlos Monteiro, autarca de Novelas e líder do movimento dos Presidentes de Junta do concelho contra esta reforma, salientou a importância das juntas de freguesia na defesa das populações, salientando que o poder local é o que melhor serve os cidadãos. “Por outro lado, apelou a uma forte mobilização do concelho contra esta reforma, estranhando o silêncio da Câmara Municipal liderada pela coligação PSD/CDS, que apesar de ter reunido uma vez com todos os presidentes de junta, não se viram quaisquer acções na defesa das nossas freguesias, sendo o PS Penafiel a única força política que está a abraçar este projecto de forma responsável e empenhada”.

Perante uma sala cheia, Rui Solheiro relembrou que a posição do PS é contra este modelo de reforma, lamentando a forma unilateral como o Governo, e em particular a tutela, está a gerir este dossier, com imposições de cima para baixo, sem auscultar os autarcas e o país real. Solheiro, frisou por diversas vezes, não existirem razões de natureza económica que justifiquem tais medidas, sendo os presidentes de junta o primeiro elo de ligação das populações ao poder, lamentando igualmente que o Governo, com esta proposta, tenha posto na gaveta definitivamente a regionalização. 

Na sessão ficou ainda a promessa de André Ferreira, presidente do PS/Penafiel, de que os penafidelenses poderão contar com o PS na luta contra este modelo de reforma, e na defesa das freguesias. O socialista lamenta que a Câmara Municipal de Penafiel se mantenha num silêncio “deveras comprometedor”.

Fonte: Jornal Verdadeiro Olhar

 

publicado por a nossa terra às 21:42

pesquisar neste blog
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
15
17

20
21
22
25
26

27
29


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO