Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
27
Fev 08

 

 

Os industriais da panificação consideram que os vários aumentos dos preços do trigo poderão dar origem mais uma subida do preço do pão. A Associação de Comércio e Indústria de Panificação fala em aumentos de 50 por cento.

 

(notícia TSF/27-Fev.08)

 

O preço do pão poderá vir a ter de aumentar cerca de 50 por cento por causa das constantes subidas do preço do trigo, afirmou o presidente da Associação do Comércio e da Indústria da Panificação, Pastelaria e Similares.

 

Em declarações à TSF, Carlos Alberto Santos lembrou que a subida da matéria-prima do pão nos últimos dois anos e que perante esta situação é impossível manter os actuais preços. "Nos últimos tempos, as empresas tinham margem, mas agora não têm margem, porque com os aumentos da matéria-prima de 120 por cento nos últimos dois anos não há hipótese. Qualquer custo que venha é imputado directamente", acrescentou.

 

Este responsável da ACIP recordou ainda que para estas contas não está a ser levado em conta a questão da especulação no mercado de futuros e a questão dos intermediários. "Se temos petróleo na origem mais barato e há quatro anos o preço especulativo ao consumidor com a tendência que há para os investidores se virarem para as matérias-primas, já não digo nada", explicou.

 

Carlos Alberto Santos adiantou ainda que se estes aumentos não acontecerem algumas empresas panificadoras estarão em risco de fechar portas, estando assim em causa os postos de trabalho.

 

O presidente da ACIP pediu ainda ao Governo para ter mais calma quando falam do biodiesel e das novas tecnologias, tendo este responsável aconselhado o Executivo a "incentivar o povo e o país a semear e a plantar". "Depois tem de haver uma maior contenção e um controlo maior nos investidores, porque o mercado capitalista é que anda a provocar esta onda toda", concluiu.

 

Segundo a ACIP, o preço de uma carcaça de 40 gramas, que actualmente ronda os dez cêntimos, poderá vir a custar no futuro entre 15 e 16 cêntimos.

 

Fonte: www.tsf.pt

publicado por a nossa terra às 18:55


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
15
16

17
18
22
23

24
28
29


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO