Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
27
Abr 13

 

No XIX Congresso, a decorrer em Santa Maria da Feira, Partido Socialista congratula-se pela disponibilidade e manifesta-se favorável ao projecto.

 Independentes "Por Amor a Boelhe" manifestam apoio a Avelino Silva para novo mandato autárquico 

sábado, 27 abril 2013 11:57


O presidente da Junta de Freguesia de Boelhe, Avelino Silva, anunciou a sua recandidatura nas próximas eleições autárquicas, de forma a assumir mais um mandato na liderança da freguesia de Boelhe, uma importante freguesia do concelho de Penafiel.

Dado o vasto trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos, Avelino Silva, eleito como independente, mostra-se convicto e empenhado em assumir um novo mandato, para continuar a trabalhar em benefício da população, contribuindo activamente para a melhor qualidade de vida dos boelhenses.

Por sua vez, André Ferreira, presidente da concelhia e candidato à presidência da Câmara Municipal de Penafiel, revela o seu apoio a esta recandidatura, congratulando-se pela “disponibilidade manifestada pelo autarca Avelino Silva em continuar a dignificar os destinos da freguesia de Boelhe".

André Ferreira destaca que Avelino Silva "é um autarca que desenvolveu neste primeiro mandato uma obra notável que dinamizou e engrandeceu não só a população de Boelhe, mas também o próprio projecto do Partido Socialista em Penafiel”.

fonte: "PS"

publicado por a nossa terra às 19:00

 

 

Especialistas traçam perfil do agressor na violência doméstica

 Projecto que trata casos de violência doméstica 24 horas/dia lançado no Porto

 

in “Lusa”

São homens na grande maioria, situação profissional estável e uma média de idades de 45 anos. É este o perfil do agressor de violência doméstica. Pela primeira vez, Portugal passa a dispor do perfil psicológico, social e cultural dos autores de crimes de violência doméstica.

O projecto "Um Passo Mais", desenvolvido pelo Departamento de Investigação de Acção Penal (DIAP) do Porto, apresentado no dia 18 de Abril, vai tratar todos os casos de violência doméstica "com grande clareza", disse a procuradora-geral distrital do Porto.

Raquel Desterro, afirmou que o principal objectivo deste projecto "é tratar todos os casos de violência doméstica com grande clareza, acompanhando-os 24 horas por dia, não só no sentido de repressão dos seus prevaricadores mas também de recuperação dos mesmos".

A procuradora-geral distrital considera a iniciativa importante, "na medida em que não se trata de violência doméstica apenas na conjugalidade, mas também na infância e na terceira idade, por isso todos os tipos de violência doméstica".

No seio deste projecto - que apresentado na presença da procuradora geral da República, Joana Marques Vidal - o DIAP definiu mecanismos de articulação, criando parcerias com outras entidades como o Instituto Nacional de Medicina Legal, a Escola de Criminologia da Universidade do Porto e a PSP.

A polícia disponibilizou-se a criar um gabinete de agentes investigadores especializados e mais direccionados para esta problemática.

Na linha das declarações de Raquel Desterro, um comunicado da Procuradoria-Geral Distrital assinala que o projecto "constitui uma resposta integrada para a investigação de crimes de violência doméstica, visando, além do mais, a celebridade da investigação e protecção das vítimas".

 

 

A violência doméstica configura uma grave violação dos direitos humanos, tal como é definida na Declaração e Plataforma de Acção de Pequim, da Organização das Nações Unidas (ONU), em 1995, onde se considera que a violência contra as mulheres é um obstáculo à concretização dos objectivos de igualdade, desenvolvimento e paz, e viola, dificulta ou anula o gozo dos direitos humanos e das liberdades fundamentais.

O combate à violência doméstica tem vindo a assumir-se como um dos objectivos nucleares para que se alcance uma sociedade mais justa e igualitária. Com efeito, essa preocupação determinou a implementação de uma política concertada e estruturada, com o objectivo de proteger as vítimas, condenar os agressores, conhecer e prevenir o fenómeno, qualificar profissionais e dotar o país de estruturas de apoio e atendimento.

 

publicado por a nossa terra às 10:01


Contas de gerência aprovadas por maioria

Necessidade de fiscalização e obras de conservação na EB1 de Bairros n.º 2 e Jardim de infância de Bairros, em Boelhe

Com as intempéries que assolaram a região nos últimos meses, as condições mínimas de funcionamento e segurança foram-se agravando. Anteriormente foi exposto o problema à autarquia de Penafiel, visando, desde o início do ano lectivo, por obras de conservação, sendo efectuadas manutenções pontuais.
Dadas as promessas de construção do novo centro escolar na freguesia, o município procedeu ao encerramento da EB de Bairros n.º 1, concentrando o ensino escolar e pré-escolar no parque educativo da EB de Bairros n.º 2. Dada a reprogramação dos projectos apoiados pelo QREN, a construção do novo centro escolar foi suspensa, a freguesia assistiu ao encerramento da sua escola centenária e carece a manutenção aos actuais estabelecimentos de educação Pré-escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico, isto sem referir o aparente "abandono" das antigas escolas das Alminhas.
Apesar dos alertas de alguns pais e educadoras, o assunto carece de resolução, sendo exposto junto da associação de pais, agrupamento de escolas, junta, assembleia de freguesia e câmara municipal.
Passaram as pausas lectivas para férias, houve inundações causadas pelas últimas chuvas e as infiltrações e problemas nas instalações continuam, apesar dos defeitos já apontados.
Será de todo oportuno a tomada de decisões que levem à resolução desta situação que, desde o início do presente ano lectivo, em nada beneficia a comunidade e seus utentes.
Este foi um dos assuntos abordados pelo público na última sessão ordinária da Assembleia de Freguesia de Boelhe, ocorrida ontem, 26 de Abril de 2013, tendo o senhor presidente da Junta de Freguesia de Boelhe, Avelino Silva, tecido idênticas preocupações da comunidade, havendo ainda a esperança que o Centro Escolar seja uma realidade, bem como o polidesportivo, assim que o Governo liberte as verbas necessárias, anteriormente aprovadas, tendo a junta de freguesia comparticipado com 30.000 euros na aquisição do terreno destinado para ambas as obras, tendo o Município comparticipado com 7.000 euros. 
Entre os diversos pontos da ordem de trabalhos, as contas de gerência referentes ao ano 2012 foram aprovadas por maioria, ficando os presentes convictos da percepção, rigor e transparência de inúmeras obras e intervenções efectuadas, apesar do grau de conclusão ser diminuto no que diz respeito às grandes opções do Plano de Actividades, atendendo às necessidades prioritárias com reparações derivadas do mau tempo que muitos estragos fez na localidade. Por parte da oposição, os deputados da Coligação Penafiel Quer intervieram na necessidade de apuramento de facturas em determinadas rubricas e do lapso contabilístico da sub-conta referente à comparticipação dos encarregados de educação no transporte escolar, dada a sua agregação numa outra rubrica.
Apesar de não constar na ordem de trabalhos afixada através de edital, o deputado da Coligação Penafiel Quer, Artur Inácio, endereçou verbalmente um pedido de desculpas ao Executivo, Assembleia de Freguesia e público, pelo seu "acto irreflectido" tido na sessão de 4 de Maio de 2012, de modo a cumprir com o acordado entre as partes no processo judicial em curso, visando o seu arquivamento. 
Entre a enumeração de obras e intervenções, Avelino Silva destacou a importância do arranque do sistema de saneamento, actualmente em curso em três frentes na freguesia, pedindo a compreensão da população pelos incómodos que nos próximos meses terão de enfrentar com a abertura de valas nas estradas, ruas e caminhos. A conclusão do arranjo urbanístico em curso na Rua Central do Calvário, o início da construção das casas de banho junto do Largo da Igreja, bem como das acessibilidades na Rua de Boelhe e abertura à circulação pedonal e automóvel na Rua da Barrosa são objectivos a que o Executivo se dedicará nos próximos meses.


publicado por a nossa terra às 08:55


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

14




links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO