Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
03
Mar 12

 

No âmbito das comemorações dos 242 anos de elevação a cidade decorre este sábado, 3 de Março, a atribuição das Medalhas de Ouro do concelho, numa cerimónia marcada para o Museu Municipal. Augusto Abreu Lopes Cepeda, Arthur Lambert da Fonseca, assim como a Adega Cooperativa de Penafiel e a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Penafiel serão as personalidades e as entidades que, este ano, são granjeadas com a maior distinção do município.

 

 

 

Nome: Adega Cooperativa de Penafiel, Margem Tâmega - CRL

Descrição: Esta cooperativa foi fundada em 1959, por iniciativa do Dr. José Maria de Almeida Côrte-Real. Está localizada na margem direita do rio Tâmega, no lugar de Miravale, freguesia de Luzim. Inicialmente o vinho destinava-se a ser vendido a granel, tendo na década dos anos 70, optado também, pela venda do vinho engarrafado e engarrafonado. A capacidade de laboração instalada é de 15.000 hl. 

link web: http://www.foraisdepenafiel.pt/outros.html 

 

Legado da história da Adega Cooperativa de Penafiel

 

  

 

A Adega Cooperativa de Penafiel foi fundada em 1959 graças ao impulso dinamizador dos irmãos Côrte-Real. 

Foi denominada de "Margem Tâmega", pois, inicialmente, satisfazia, apenas, a área vitícola correspondente às freguesias adjacentes à margem direita do Tâmega: Boelhe, Luzim, Rio de Moinhos, Vila Cova e Abragão. Porém, passados quatro anos, esta designação foi revogada, sendo a área social alargada para as freguesias de Duas Igrejas, Cabeça Santa, S. Miguel de Paredes, S. Vicente de Pinheiro, Sampaio da Portela, Canelas, Eja, S. Estêvão de Oldrões e Valpedre. 

Nesta altura, já se tinha dado início à construção das instalações da Adega Cooperativa, incluindo a construção de uma habitação para o adegueiro, um espaço destinado ao alambique, uma zona para armazém, o cais de recepção das uvas, o escritório e um pequeno laboratório.

 

  

 

No espaço interior, construíram-se 280 cubas de fermentação e 590 cubas de armazenamento, dotando a Adega de uma capacidade total de armazenamento correspondente a 870 pipas de vinho, capacidade com que se fez a primeira vindima, da qual resultaram 5.378 quilos de uvas tintas. Entre 1967 e 1969, procedeu-se à segunda fase de construção da Adega, com a construção de uma laje que, aproveitando o declive dos terrenos, deu origem a uma capacidade de armazenamento de 2.250 pipas de vinho. Já em1976, acapacidade da Adega foi aumentada para 3.000 pipas, capacidade que se mantém na actualidade.  

O reconhecimento da Denominação de Origem veio conferir, à luz do direito internacional, o uso à região da designação “Vinho Verde” a um vinho com características únicas, devidas essencialmente ao meio geográfico, tendo em conta os factores naturais e humanos que estão na sua origem.

 

  

 

Esta adega, com sede em Luzim, Penafiel, produz o vinho Branco "Margem Tâmega" que tem como características um sabor seco e um aroma próprio das castas Trajadura e Pedernã, com um título alcoométrico volúmico de 10.5º e, o vinho tinto "Margem Tâmega" a partir das castas recomendadas castas para esta sub-região de Penafiel. A exposição soalheira das vinhas nas encostas do Tâmega, confere ao vinho uma "agulha" libertadora de um leve aroma afrutado. 

 

 

 

Actualmente, a "jóia da coroa" da Adega Cooperativa de Penafiel é o vinho sob a marca Forais de Penafiel, recuperado em 2011, com grandes pretensões de qualidade e cujos primeiros indícios auferem a esperança de grande penetração no mercado. 

 

publicado por a nossa terra às 08:54


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13

23



links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO