Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
17
Mai 12

 

Castelo de Guimarães 

Praça do Toural

 

 Como se tratasse duma romaria, bem cedo a praça central da freguesia de Boelhe acolhera, nesta manhã, os primeiros instantes de um dia, passado de um modo diferente, para as crianças do Jardim-de-infância de Bairros e EB1 de Bairros n.º 2.

 

Monumento ao Nicolino

 

A Comunidade Educativa de Boelhe escolheu Guimarães e Vila do Conde para as visitas de final de ano lectivo, antecipando de certo modo as comemorações do Dia da Criança, proporcionando aos educandos e alunos um conjunto de actividades e um olhar renovado sobre a cidade “onde nasceu Portugal” e o Centro Ciência Viva, em Vila do Conde.

No ano em que Guimarães é Capital Europeia da Cultura, foi com a normal emoção e sentimentos que os pais e encarregados de educação acolheram a ideia e preparam os lanches, dado que para o almoço já estava tudo preparado. Em autocarros, rumaram de Boelhe a Guimarães e Vila do Conde, proporcionando experiências e vivências únicas, próprias de um território e de uma comunidade com uma identidade de séculos, porém aberta, curiosa e hospitaleira.

 

Campus

 

A viagem decorreu calmamente e perante o desafio de “Descobrir Guimarães”, recorrendo a um sistema de sinalética original que convida habitantes e visitantes a percorrer circuitos alternativos da cidade, numa descoberta “sem rumo” que prometia novas perspectivas da cidade, as crianças já tinham em mente a preferência dos locais a visitar: o Castelo de Guimarães, a Estátua de D. Afonso Henriques, a Penha, a Praça do Toural (de modo a saborear um sorvete geladinho) e…, sobretudo os rapazes, nem que fosse só de passagem, pelo Estádio do Vitória de Guimarães.  

 

 

O dia não chegava para visitar tudo quanto Guimarães tem para oferecer mas, apostados numa abordagem personalizada e numa visita informal, basearam-se na vivência dos habitantes locais. “Orientámos a visita às principais referências de arte e arquitectura, onde cada turma foi recebida com um percurso desenhado à medida da sua curiosidade, adaptado à faixa etária, à linguagem e aos propósitos que traz consigo, proporcionando experiências que os aproximem das formas artísticas da Capital Europeia da Cultura”, manifestaram as docentes, enquanto convidavam as crianças a conhecer um pouco melhor o reino animal e vegetal, numa região única, onde as tradições e costumes do passado convivem com a vanguarda e a modernidade.

 

Praça da Oliveira

  

Se em Guimarães os alunos (re)descubriam cultura e património, as crianças do Jardim-de-infância de Bairros visitavam o Centro Ciência Viva de Vila do Conde onde depararam-se com um espaço plurifuncional de ciência e tecnologia, vocacionado para a difusão da cultura científica e tecnológica através da observação e experimentação. Esta visita dinamizou uma exposição interactiva cujo tema foi “A água no corpo humano - sangue”. 

 

 

Por uns minutos a imaginação permitiu que as crianças fossem “transformadas” um microrganismo capaz de entrar num vaso sanguíneo e de acompanhar o percurso dos glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. Nessa viagem encontraram outros companheiros e depararam-se com alguns “obstáculos”, que uma alimentação e estilo de vida pouco saudáveis podem fazer aparecer.

 

 

  

Após o almoço no parque de jogos de Vila do Conde dirigiram-se para o centro de diversões “Camelot”, em Matosinhos. Encontraram um local de sonho e brincadeira onde os mais pequenos construíram o seu universo de diversão, em saudável convívio com outras crianças da mesma idade, permitindo-lhes desenvolver a comunicação e relacionamento social, bem como apurar a sua psicomotricidade.

 

 

Depois de tanta euforia chegou a hora do lanche! E não faltou o tão desejado gelado para deliciar um dia tão preenchido de emoções e alegrias. De regresso a casa o soninho traduziu o entusiasmo e empenho vivido nesse dia inesquecível. Esta actividade revelou-se imensamente enriquecedora e promotora de novos conhecimentos e aprendizagens. 

Segundo Avelino Silva, presidente da Junta de Freguesia de Boelhe, tratou-se do programa proposto pelas educadoras e docentes, apoiado de imediato na medida das nossas possibilidades, aliando-se a nossa terra a Guimarães, Capital Europeia da Cultura e a Vila do Conde através da visita pedagógica ao Centro de Ciência Viva. “Um dia especial para as nossas crianças conhecerem novos lugares, partilharem memórias e espaços da fundação do nosso Portugal”. Foi com essa expectativa que todos os membros do Executivo estiveram junto das crianças e na partida, com os pais e encarregados de educação, desejar-lhes uma boa viagem e um dia repleto de experiências, diversão e conhecimento.

Da aventura, ao bem-estar e à cultura há infinitas possibilidades para o visitante que escolhe ambos os destinos.

 

(propositadamente, as fotos apresentadas constam do roteiro oferecido pela Capital Europeia da Cultura e Centro Ciência Viva) 

consultar sitio Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura

consultar weblog "Vento Sudeste"

 

publicado por a nossa terra às 20:48


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13

20
24

28
29
31


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO