Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
27
Jun 12

 

 

Localidade acolheu acampamento de socorristas

 Formação da Cruz Vermelha Portuguesa decorreu nos dias 23 e 24 de Junho

 

A delegação de Vilela - Paredes da Cruz Vermelha Portuguesa ministrou, durante dois dias, formação de campo a jovens socorristas, voltando a freguesia de Boelhe, um ano depois, a acolher um acampamento de jovens. 

A acção em Primeiros Socorros e respectivo simulacro decorreram na freguesia de Boelhe, concelho de Penafiel, com acampamento no Passal da Paróquia de S. Gens. Os percursos de orientação tiveram por base os trilhos pedestres e caminhos rurais ribeirinhos, compreendidos desde Barco do Souto (Rio de Moinhos) e Fervenças (Luzim), com passagens pelos lugares de Molarinhas, Passinhos, Aldeia, Granja, Casal Romano da Bouça do Ouro, Estremadouro, Outeiro, Perafita, Bairros, Carvalhinhas, Souto Velho, Calvário, Cristóvão, Samardã, entre outros, conhecendo alguns dos habitats naturais e flora da encosta do Esporão ou o parque fluvial do Tâmega. 

Este tipo de formações têm por objectivo a aquisição de conhecimentos gerais de primeiros socorros e orientação, de modo a que os formandos fiquem habilitados a identificar situações e a executar as técnicas mais adequadas nos meios de socorro. A acção envolveu ainda os Bombeiros Voluntários de Penafiel e forças de autoridade, tendo sido “recreado em simulacro”, durante a madrugada, um cenário de acidente, cuja intervenção foi requerida e testados conhecimentos nos meios e prontidão de socorro. 

A sensibilização da comunidade e a colaboração dos voluntários como agentes que salvam vidas foram aspectos cuja importância foi assinalada no decorrer da eucaristia dominical, presidida pelo pároco Ilídio dos Santos, contando com todos os intervenientes envolvidos nesta acção, sob uma saudação especial da população.

 

Percurso de orientação (cor azul) Percurso de orientação (cor laranja) 

Percurso de orientação (cor vermelha) Percurso de orientação (cor verde)

 

“Torna-se necessário formar para o auxílio e socorro às populações”

 

Joaquim da Silva Dias é o presidente da Delegação de Vilela da Cruz Vermelha Portuguesa, uma instituição do concelho de Paredes que presta diariamente acções de socorro e auxílio social, rastreios às populações, além de ministrar formação e habilitar novos socorristas. É casado e entrou para a Delegação de Vilela, decorria o ano de 1983.

Actualmente, "existem em Vilela mais de uma centena de voluntários da Cruz Vermelha Portuguesa, número que irá subir depois de terminado o curso de formação a decorrer”, explica o dirigente. A delegação assegura também a realização de 30 transportes de doentes em média por dia nas freguesias de Vilela, Duas Igrejas, Sobrosa e Cristelo. 

Outro dos intuitos que a instituição lida é a necessidade e reforço da vertente social. No ano passado, foi possível a entrega de 20 toneladas de alimentos a famílias carenciadas. “Queremos aumentar esta ajuda, mas também melhorar a eficácia e ajudar quem realmente precisa".

info.divulgação

 

publicado por a nossa terra às 13:53

comentário:
Parabéns pela iniciativa.
Manuel a 24 de Agosto de 2012 às 19:59


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
15
16

17
20
22
23

29
30


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO