Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
25
Jun 12

Com base nas publicações da Direcção-Geral da Saúde, publicamos esta semana o quinto post de um ciclo de divulgação e informação útil ao cidadão relacionado com a temática da "Saúde Ambiental". Entre os diversos temas a serem desenvolvidos, pretende-se apresentar conselhos práticos relativos com a época de Verão que se aproxima: calor, preparativos, alimentos, segurança, riscos de incêndios, cuidados com a saúde, entre outros, possibilitando acesso e ligação a outros conteúdos de informação.

 

Tema desta semana: Exposição Solar

(resumo)

 

Introdução

A Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC) tem vindo a desenvolver diversos materiais didácticos com o objectivo de sensibilizar a população, em geral, e as crianças, em particular, para os cuidados a ter com a exposição solar, seja no campo, na praia ou na piscina, seja em actividades lúdicas ou profissionais ao ar livre. Esses materiais podem ser consultados ou reproduzidos.

 

Cuidados a ter durante a exosição solar

  • Saiba que se expõe aos raios ultra-violeta (UV) não só quando apanha sol na praia, mas também praticando um desporto ao ar livre, fazendo jardinagem ou simplesmente caminhando ao sol.
  • Neste Verão opte por uma exposição solar lenta e progressiva.
  • Reduza ao máximo as suas actividades exteriores entre as 11 e as 17 horas (antes e depois do "meio dia solar").
    Use um chapéu, uma camisa ou t-shirt de cor escura e óculos quando estiver ao sol.
    Tenha em atenção o reflexo dos raios solares na neve (85%), na praia (20%), na água e na relva (5%). Estar à sombra de uma chapéu de sol ou toldo não é suficiente para evitar os escaldões.
    Com templo nublado não se esqueça do protector solar, uma vez que os raios são quase tão perigosos como com sol.
    Mantenha os bébés longe do sol e ensine a protecção solar às crianças desde muito cedo. No 1º ano de idade, as crianças não devem ser expostas directamente ao sol.
  • As crianças têm a pele mais sensível que os adultos. Não as exponha desnecessariamente  ao sol. Uma queimadura solar na infância duplica o risco de mais tarde se desenvolver um cancro de pele. Proteja as crianças.
  • Os adultos deverão servir de exemplo para as crianças, ensinando que a protecção solar é um hábito salutar.
  • Evite salas de bronzeamento, pois os UV aumentam o risco de cancro cutâneo e aceleram o envelhecimento da pele.

    Na praia ou piscina:
     
  • 15 minutos antes de ir para a praia ou piscina aplique um creme protector com um factor de protecção igual ou superior a 15. Renove as aplicações de 2 em 2 horas e após o banho, mesmo que o protector seja à prova de água.
  • Exponha-se gradualmente ao sol, pois a pele necessita de tempo para se adaptar.
  • Movimente-se e molhe-se de vez em quando. Não adormeça ao sol.
  • Uma t-shirt molhada no corpo pode deixar passar os raios ultra-violeta.

   
Conselhos úteis

  • Em quantidade moderada, o sol é benéfico. A exposição excessiva é prejudicial.
  • Evite queimaduras solares, e escaldões.
  • A exposição solar deve ser cuidadosa, evitando as horas de maior intensidade.
  • As pessoas ruivas, as loiras, com sardas e muitos sinais, devem proteger-se com maior rigor.
  • Programe as actividades, ao ar livre para a manhã ou fim da tarde.
  • A melhor protecção é a sombra.
  • Se tiver que expor nas horas de maior intensidade solar, use chapéu , camisola com mangas e calças compridas, adaptadas ao ambiente.
  • É necessário utilizar óculos de protecção, particularmente as crianças e pessoas de olhos claros.
  • Consumir frutas, legumes e beber muita água é importante para a protecção da pele e equilíbrio orgânico.
  • Evite os solários.
  • Evite banhos de sol.
  • Conheça a sua pele, efectue um auto-exame  da pele de 3/3 meses.
  • Avalia-se que cerca de 50% da dose de radiação tolerada pela pele se atinge pelos 18 anos.
  • Limite o tempo de permanência ao sol.
  • Proteja as crianças e ensine-lhes os bons hábitos de segurança ao sol.
  • Sinal que modifica, ferida que não cicatriza, é tempo de ser vista.
  • Vigie o contorno, a cor e o tamanho dos seus nevos.
  • Conviva com o sol, não se deixe intoxicar por ele.
  • Proteja a sua pele, os lábios e os olhos do excesso de sol.
  • Deixe que o sol seja seu amigo, partilhe com ele as horas mais frescas do dia.

 

Relógio Solar

 

 

Informação adicional:

Fonte: DGS

 

publicado por a nossa terra às 08:11


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
15
16

17
20
22
23

29
30


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO