Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
07
Out 12

 

Quinze explorações agrícolas de Penafiel escoam mensalmente 40 toneladas de produtos consumidos em instituições sociais, escolas e estabelecimentos comerciais do concelho, através de uma parceria entre o município e a cooperativa local.

 

Com este modelo, em prática há cerca de um ano, os agricultores de Penafiel resolvem o problema do escoamento e comercialização dos respetivos produtos, assegurando um rendimento regular, revelou à Lusa fonte do município.

“Os agricultores conseguem vender tudo o que produzem”, garantiu a fonte, frisando tratar-se de um projeto único no país.

Ao mesmo tempo, as instituições conseguem produtos com preços mais competitivos e com uma qualidade superior, porque todas as explorações agrícolas aderentes trabalham no modo integrado, evitando utilização de produtos químicos e utilizando métodos naturais.

A fonte revela que “as escolas têm vindo a adaptar as ementas aos produtos da época, ficando com a garantia de que recebem produtos de origem conhecida e controlada”.

Além disso, “os mercados conseguem produtos com preços mais acessíveis, graças a uma ausência de intermediários para além da cooperativa.

Todos os dias, a rede designada “Da nossa terra” distribui mais de uma tonelada de produtos agrícolas, sobretudo hortícolas e frutos, a partir da cooperativa.

Uma viatura percorre diariamente o concelho, cumprindo um percurso previamente definido para distribuir os produtos.

Atualmente, a oferta já não consegue, em determinados momentos, satisfazer as necessidades das instituições que aderiram à rede.

Segundo a autarquia, já estão a ser dados passos para atrair mais explorações agrícolas de Penafiel interessadas em reforçar a rede “Da nossa terra”.

Trata-se de um objetivo que não deverá ser difícil de alcançar, porque se prevê, segundo a fonte, que no concelho haja 30 explorações agrícolas a trabalhar no modo integrado, o que equivale a uma área de 300 hectares.

Paralelamente, está em curso no concelho um projeto de apoio à agricultura biológica, com vários apoios públicos. Este programa permitiu que em apenas dois anos aumentasse de dois para 18 o número de explorações de modo biológico.

Prevê-se que alguns destes agricultores venham a aderir à rede de distribuição de produtos.

fonte: Dinheiro Digital

 

publicado por a nossa terra às 11:01

pesquisar neste blog
 
Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


21

28


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO