Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
25
Fev 13

 

Banco de Terras Municipal permite cultivo a quem mais necessita 

O incentivo à produção agrícola em modo biológico e o combate ao abandono das terras agrícolas são os dois princípios básicos em que assenta o projecto "Semear Penafiel".

 

A realidade actual de abandono das terras com potencial de utilização agrícola compromete um desenvolvimento sustentável e a eficácia de acções de prevenção de riscos e de intervenção em situações de emergência, designadamente a ocorrência de incêndios florestais e o retorno à terra poderá ser uma forma de contribuir para a melhoria da qualidade de vida de alguns penafidelenses e diminuir, assim, a taxa de desemprego local, concedendo um apoio à dinamização da economia local.

Neste contexto, tendo em conta que, aos municípios, actualmente, se lhes reconhece, paralelamente à sua actuação como executores directos de acções no âmbito das suas competência, um papel de parceiros estratégicos das políticas públicas de desenvolvimento, crescimento e emprego e/ou de dinamizadores de iniciativas de interesse público local, o município de Penafiel pretende desenvolver um projecto denominado “Semear Penafiel”, que englobará iniciativas de apoio estratégico ao desenvolvimento agrário local.

  

Projeto solidário “oferece” terras para cultivo

 

O Banco de Terras Municipal já conta com mais de 35.000 m2 de terrenos, cujo conceito é ceder a quem mais precisa.

O “banco de terras” consiste na celebração de contratos administrativos de cedência de terrenos com proprietários para futura utilização agrícola por terceiros, preferencialmente desempregados e/ou famílias com poucos recursos económicos ou, ainda, no âmbito da vertente formativa de jovens e adultos, em parcerias a estabelecerem com entidades de formação.

O "banco de terras" insere-se no âmbito do projecto “Semear Penafiel”, do pelouro do desenvolvimento rural, a par com a “Feirinha Biológica”, a marca “Bio Penafiel” e “ Da Nossa Terra”, bem como da “Horta na Escola”, mais direccionada para a sensibilização e formação dos mais jovens.

Aceda ao regulamento e conheça o "Projecto Semear Penafiel" aqui.

Para mais informações, contacte o Pelouro de Desenvolvimento Rural da Câmara Municipal de Penafiel.

 

Apresentado investimento de 17 milhões de euros em infra-estruturas de saneamento nos concelhos de Paredes e Penafiel

Autarca PSD de Paredes critica "centralismo" sem sensibilidade para necessidades básicas

 

A apresentação do "maior investimento do norte do país em infra-estruturas de saneamento básico" ficou hoje marcada por críticas do autarca social-democrata de Paredes ao "centralismo de Lisboa", por "não ter sensibilidade para as necessidades básicas".

"Não faz sentido que, num país que tem autoestradas para tudo quanto é lugarejo e onde se discute TGV e aeroportos com três ou quatro pistas, haja ainda territórios sem saneamento básico", afirmou Celso Ferreira.

Em declarações à agência Lusa, no final da apresentação do investimento de 17 milhões de euros em infra-estruturas de saneamento nos concelhos de Paredes e Penafiel, o autarca criticou o "demasiado tempo" que Lisboa demora a decidir, frisando que o processo foi iniciado em 1997.

fonte: "Destak/Lusa"

 

 

Alberto Santos não se recandida mas refere que sai “em paz e com a consciência de dever cumprido” 

Antonino de Sousa apresentado como candidato da Coligação Penafiel Quer à câmara 

Poderá consultar a reportagem foto/jornalística publicada no "Verdadeiro Olhar"

 

Contenção não prejudicou investimento nem apoio social, garante Alberto Santos 

Câmara de Penafiel anuncia redução da dívida e despesa em 10 milhões de euros nos últimos três anos 

 

Recorde-se que as medidas lançadas em 2010 para reduzir a despesa passavam por cancelar alguns eventos e reorganizar outros; reduzir apoios a clubes desportivos e colectividades; diminuir as iluminações de Natal; reduzir no valor dos protocolos de delegações de competências para pequenas obras nas juntas de freguesia; suspender alguns serviços antes alvo de contratação externa; reduzir a factura energética, da água e das telecomunicações; e reorganizar a recolha dos resíduos sólidos e dos transportes escolares, entre outras.

Poderá consultar a reportagem foto/jornalística publicada no "Verdadeiro Olhar" 

 

publicado por a nossa terra às 07:47

pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


23



links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO