Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
11
Jun 13

Aldeias, moinhos e pontes submersas no rio Tâmega

 Consequências nefastas da barragem do Torrão 


Perto de Entre-os-Rios, Penafiel e Marco de Canaveses, o Tâmega esconde um património etnográfico para sempre perdido. Na memória afundada pela construção da Barragem do Torrão ficaram aldeias, moinhos de linho a ponte de Abragão e a singular ponte de Canaveses, que além de submersa foi destruída, ou pelo menos parcialmente demolida, o que não diminui a gravidade do crime.

Antiga Ponte de Abragão ou Ponte do Canal
A Ponte de Abragão, ou Ponte do Canal, era uma ponte sobre o rio Tâmega. Construída em alvenaria de granito, foi mais uma obra notável do Eng.º Edgar Cardoso, tendo sido inaugurada em 1949. Caracterizava-a um vão de 60,00m, flecha de 7,00m. Foi submersa (estado no qual se encontra actualmente) nas águas do Tâmega em 1988, quando se concluiu a barragem do Torrão.

Moinhos que ficaram submersos com a subida das águas do rio Tâmega, devido à construção da barragem do Torrão.



A ponte de Canaveses, uma construção singular, em alvenaria de granito e de grande beleza que foi tratada como um objecto descartável e sem valor, em pleno ano de 1988, quando já há muito se faziam esforços pela preservação do nosso património.

Foto: Rio Douro, (zona de Entre-os-Rios) antes da barragem de Crestuma-Lever. Ao fundo vemos a ponte Duarte Pacheco.Autor: Desconhecido
publicado por a nossa terra às 19:55

pesquisar neste blog
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

18
19
20

23
26
28
29

30


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO