Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
09
Jul 13

 

Homem de Cristelo morreu afogado no rio Tâmega 

Albufeira do Tâmega não tem praias fluviais classificadas não sendo assegurada vigilância

Afogamentos de domingo no Tâmega aconselham cuidados maiores, alertam bombeiros 

 

Os comandantes dos bombeiros de Amarante e do Marco de Canaveses recomendam cuidados acrescidos aos banhistas para evitar a repetição dos dois afogamentos ocorridos no domingo no rio Tâmega. 

Em declarações à Lusa, ambos os comandantes insistem que aquele rio é muito "imprevisível", o que explica os vários afogamentos que habitualmente ocorrem no período do verão. 

Rui Ribeiro, da corporação de Amarante, e Sérgio Silva, dos bombeiros do Marco de Canaveses, comentavam, à Lusa, os afogamentos que provocaram a morte a um homem de 33 anos e o desaparecimento de um rapaz de 14 anos. 

As duas vítimas tomavam banho no rio Tâmega, a primeira nas proximidades da barragem do Torrão, em Alpendurada, Marco de Canaveses, e a segunda na zona da Chapa, no concelho de Amarante. 

Os dois comandantes disseram à Lusa haver indícios de que os afogamentos tenham ocorrido por pequenos descuidos das vítimas. 

O corpo do homem de 33 anos, que residia em Paredes, foi localizado pelos bombeiros na manhã de segunda-feira, na zona onde foi visto afogar-se. 

O comandante do Marco de Canaveses recorda que o afogamento verificou-se numa zona onde não há qualquer vigilância, o que ocorre, disse, em vários pontos do concelho, incluindo na margem direita do Douro. 

"É preciso ter muito cuidado, porque uma simples brincadeira na água pode ser fatal", alertou. 

Em relação ao afogamento ocorrido em Amarante, prosseguem hoje as buscas para tentar localizar o adolescente que terá desaparecido quando nadava no Tâmega, na companhia de alguns amigos. 

Na zona, adiantou o responsável da corporação de Amarante, encontra-se hoje uma embarcação dos bombeiros locais, que patrulha o leito e as margens. 

Na segunda-feira, operaram mergulhadores de Valongo e Valadares, além de uma equipa cinotécnica dos Bombeiros de Amarante e de meios de resgate de águas bravas de Valongo. 

Nenhuma das equipas localizou a vítima, apesar de terem permanecido na zona do afogamento durante várias horas. 

Rui Ribeiro lamenta o afogamento, mas também alerta para os cuidados a ter quando se toma banho em zonas sem vigilância nos rios do concelho.

"A maioria das pessoas que toma banho no Tâmega não tem noção do perigo que está a correr. As correntes são fortes e o fundo do rio é muito irregular", insistiu o responsável.

fonte: jornal "TVS" e jornal "Verdadeiro Olhar"

 

publicado por a nossa terra às 19:00

pesquisar neste blog
 
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
20


28


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO