Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

Igreja Românica S. Gens de Boelhe (M.N.)
24
Jul 13

 

4º Festival de Folclore da Freguesia de Boelhe

27 de Julho de 2013, pelas 21 horas, no Largo da Arca

 

Conheça melhor os grupos participantes 

 

Rancho da Praça - Rendilheiras de Vila do Conde

 

Fundado em 1920, conta com 90 anos ao serviço da cultura e de Vila do Conde. 

Colectividade de Utilidade Pública - Publicado no D. R. II Série Nº 217 de 19-9-1980

 

 

O Rancho das Rendilheiras da Praça, com sede em edifício próprio na rua que tem o seu nome, na cidade de Vila do Conde, é um agrupamento artístico, cultural e regionalista. Fundado em 1920, embora um jornal da época aluda já á sua existência em 1915. É considerado sem sombra de dúvidas o rancho mais antigo de Portugal.

As suas quase centenárias raízes, foram inspiradas em tradições, cultos e costumes populares que os séculos fizeram dobrar em Vila do Conde, desde a milenária evocação religiosa festiva a São João Baptista, seu padroeiro, em 24 de Junho. A história da nossa terra é rica em monumentos e belezas naturais. Foi berço e nela também viveram figuras ilustres deste velho continente de que nos fala a nossa história pátria, dos seus “Varões insignes, poetas, prosadores, guerreiros e eclesiásticos de grande honra e glória... são famosas as suas Rendas de Bilros e todo o repositório salutar de virtudes ancestrais, que são o orgulho da Alma do Povo Vilacondense.

Os seus cânticos e danças são de uma originalidade singular, musicadas e compostas por mestres vilacondenses.

Os poemas e cantares exprimem tudo o que existe de monumental e artístico em Vila do Conde, e a musa inspiradora de quantos por aqui passaram e ficaram embebidos de tanta beleza ambiental.

 

Vila do Conde, formosa,

Toda em pedra rendilhada,

Foi a jóia que D. Sancho,

Deu à sua namorada.

 

O Pelourinho, a Matriz,

O Mosteiro tudo diz,

Da sua antiga grandeza,

Terra assim não há igual,

Nem terra mais portuguesa.

 

Quando à tarde o Sol de estio,

Anda no Ave a brincar,

Ouvem-se à beira do rio,

As raparigas cantar.

 

O poema "Canção das Rendilheiras", escrito pelo Dr. Cunha Araújo, cantada e conhecida em todo o mundo, como o potencial “Hino de Vila do Conde” dado ser esta uma terra de Rendilheiras.

 

Rendilheiras que teceis,

As lindas rendas à mão,

Eu dou-vos se vós quereis,

Por almofada o coração.

 

A coreografia traduz a inspiração das nossas rendilheiras que com as suas mãos de fada conseguem fazer os mais difíceis, variados e vistosos trabalhos da arte popular. Tem sido desde sempre, o Rancho da Praça, um dos agentes mais importantes na divulgação turística de Vila do Conde e particularmente das suas Rendas de Bilros tanto em Portugal como no estrangeiro.

Foi várias vezes louvado, enaltecido e galardoado pelas mais altas individualidades políticas de Portugal, Espanha, França, Alemanha e Canadá, êxitos de que se destacam:

. 1º Prémio da cidade de Nancy (França), disputado por Ranchos de vários países da Europa;

. Título de Utilidade Pública (Assinado e despacho Dr. Francisco Sá Carneiro em 22 de Setembro de 1980);

. Medalha de Mérito da Câmara Municipal de Vila do Conde pelos serviços prestados em prol do bairrismo e da cultura;

. O Rancho da Praça atravessa a fronteira em 1932 dançando em Pontevedra, Santiago de Compostela e Salamanca (Espanha);

. Foi o promotor da geminação Luso-Galaica de Ferrol com Vila do Conde;

. Está também geminado com o decano dos coros galegos - Real Coro Toxos e Froles de Ferrol-Espanha desde 1935, com a Associação Cultural Portuguesa dos Alpes Marítimos de Cannes/França desde 1993 e com o Rancho Folclórico do Vasco da Gama Futebol Clube, da cidade de Hamilton - Ontário, Canadá desde 2001.

 

Actua particularmente em Vila do Conde nas Festas aos santos populares: São João e São Pedro e na Feira Nacional de Artesanato. É composto tradicionalmente por quatro ranchos com elementos de diferentes idades e categorias sociais:

. O Rancho Actual de adultos é o representante oficial da Associação, aquém e além fronteiras;

. O seu Rancho Infantil composto por crianças com idades compreendidas entre os 4 anos e 12 anos é por si só, o mais internacional dos ranchos infantis portugueses, funciona como escola para que as tradições se perpetuem;

. O Rancho dos Casados vulgarmente conhecido como o rancho dos 30, é composto por rapazes e raparigas que já dançaram, e com idades compreendidas entre os 30 e os 40 anos de idade;

. O Rancho da “Velha Guarda” é constituído por componentes com idades entre os 50 e os 80 anos. É o rancho da saudade para quantos já pisaram os palcos e hoje pela idade são exemplo do passado.

 

É com alegria e o entusiasmo destas gerações que os vilacondenses e os forasteiros que nos visitam nas Festas de São João e são "obrigados" a participar na festa, cantando e dançando até ao amanhecer, fazendo da noite de 23 de Junho a mais longa e agradável noitada passada em Vila do Conde.

O seu edifício grandioso está localizado em lugar aprazível para os vilacondenses conviverem, dançar, fazer teatro, estudar música, canto e dança em cujas instalações modernas, funcionais e dotadas de todos os requisitos de salubridade e bem-estar, indispensáveis para tal, onde jovens e adultos escolhem para fazer a sua boda de casamento, futuros baptizados e comemorar outros eventos…

Do seu valioso património, além dos inúmeros troféus que marcam uma vida de constante trabalho, o maior orgulho das Gentes da Praça está na consolidação, recuperação e ampliação da sua sede social, hoje com três pisos.

No ano de 1995 em que assinalou a passagem do 75º Aniversário ao comemorar condignamente as suas Bodas de Diamante, fez justiça às múltiplas gerações de Pracistas que passaram por esta Gloriosa Associação que tem merecido o respeito e o carinho do povo de Vila do Conde. Saiu à rua com oito ranchos de diferentes idades, para além de muitos dos seus mais antigos componentes se incorporarem na Marcha apesar da sua avançada idade.

O Rancho da Praça afirma-se como uma associação cheia de vitalidade e rejuvenescimento. Merecem destaque a constante presença do "Rancho" nos mais variados pontos de Portugal, e a nível internacional, as suas deslocações desde 1932 a várias cidades de Espanha, França, Bélgica, Holanda, Alemanha, Mónaco e Canadá.

No Rancho da Praça constrói-se o futuro, cimentando o presente, com base no respeito e na dignidade do passado. É no reconhecimento por aqueles que outrora pugnaram com o seu trabalho, que os Pracistas têm o orgulho de o seu “Rancho da Praça - Rendilheiras de Vila do Conde” ser uma das principais e mais populares colectividade culturais da milenária Vila do Conde.

fonte: “Rancho da Praça

 

publicado por a nossa terra às 00:09

pesquisar neste blog
 
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
20


28


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO