Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

29
Jan 08

 

  

Decorreu no passado fim-de-semana a 12ª jornada da liga LabMED Sentir Penafiel, proveitosa em resultados que ditaram alterações na classificação geral. 

O F.C. Boelhe venceu a formação do Peroselo, trepando na classificação, em igualdade pontual com o segundo classificado.

A competição está ao rubro, as próximas jornadas prometem.

  

Liga LabMED Sentir Penafiel – 1ª Divisão

Resultados 12ª Jornada

 

Águias de Galegos 2 - 1 Irivo

F.C. Boelhe 1 - 0 Peroselo

Calçada 2 - 1 S. Vicente

Ordins 0 - 1 Rans

Marecos 1 - 1 Cabeça Santa

Portela do Monte 2 - 0 Unidos ao Cruzeiro

 

Classificação

1º Águias de Galegos - 26 pts.

2º Portela do Monte e F.C. Boelhe - 24 pts.

4º S. Vicente - 22 pts.

Calçada - 21 pts.

6º Irivo - 19 pts.

7º Unidos ao Cruzeiro – 14 pts.

8º Marecos, Peroselo e Cabeça Santa - 10 pts.

11º Ordins - 9 pts.

12º Rans – 8 pts.

 

Liga LabMED Sentir Penafiel – Juniores  

11ª Jornada 

S. Vicente 1 - 4 F.C. Boelhe

Classificação

1º Águias Galegos - 28 pts.

2º F.C. Boelhe - 26 pts.    

 

Liga LabMED Sentir Penafiel – Juvenis

11ª Jornada 

F.C. Boelhe 2 - 0 Peroselo

Classificação

1º Rans - 30 pts.

5º F.C. Boelhe - 21 pts.

 

Confira toda a informação do futebol amador in: http://www.ffacpenafiel.com

publicado por a nossa terra às 19:37

As ruas do centro de Boelhe coloriram-se na tarde do passado Domingo (27-Jan.) com cerca de 200 fantasias envergadas por crianças, jovens e adolescentes.

 

  

O desfile de Carnaval/2008 iniciou-se, como manda a tradição dos desfiles e cortejos de Boelhe, no Largo das Alminhas, ao som do Grupo de Bombos “Os Amigos de Cima”, reuniu extraterrestres, mosqueteiros, palhaços, abelhas, flores e muitas mais figuras, perante centenas de pessoas que não faltaram a mais um Carnaval, este ano mais cedo do habitual, dadas as festividades a S. Brás, a decorrer no próximo fim-de-semana.

 

 

Apesar da grande variedade das fantasias, saltou à vista um grupo de crianças da catequese que desfilaram sob o tema “incentivo à Natalidade”, facto que, de uma forma ou de outra, chama a atenção para a redução de nascimentos ocorridos por todo o país. Enquanto uns vestiram-se com produtos recicláveis, com a necessidade de defender o meio ambiente, outros mostraram como era fácil e divertido reutilizar objectos do dia-a-dia tidos como lixo, como sacos de plásticos ou papel de jornal.

 

 

No final do desfile, ainda houve tempo para um divertido convívio junto da Tasquinha da Comissão de Festas, com a actuação dos diversos grupos e premiados os melhores “foliões”, música popular e petiscos, como o “porco no espeto”, uma forma de agradecimento por parte da organização por todo o apoio e mobilização demonstrada neste acontecimento.

 

 

À parte o lado lúdico, o Carnaval tem sempre um carácter próprio que envolve praticamente todos os habitantes da freguesia, apoiado em prol de receitas para as festividades maiores a S. Gens e N. Sr.ª do Rosário, a decorrem no mês de Agosto. 

  

O surgimento do Carnaval “à Boelhe”

 

As festividades de Carnaval são comuns por toda a região, destacando-se por referência, os corsos carnavalescos das freguesias de Ariz (lugar de Feira Nova, Marco), Santiago Sub-Arrifana e Rio de Moinhos, em Penafiel.

O surgimento do Carnaval “à Boelhe” surgiu, decorria o ano de 2004. Por iniciativa da Comissão de Festas a S. Gens e N. Sr.ª do Rosário, fortemente apoiada por diversas crianças e catequistas, propuseram o desfile à freguesia – iniciativa prontamente aceite e que em curto espaço de tempo, foi capaz de mobilizar todos os habitantes.

No dia 22 de Fevereiro de 2004, o papel desenvolvido por crianças e jovens de dez grupos da catequese paroquial, vários músicos e habitantes de todos os lugares da freguesia, muitos deles dando tempo das suas próprias vidas, em regime de voluntariado, contribuíram para o nascimento, talvez o ressurgimento de uma tradição que, ano após ano, com maior ou menor sucesso, tem data e é acontecimento, capaz de atrair populações vizinhas e contribuir para a angariação de receitas para as maiores festividades da freguesia.

Neste mesmo ano, associados ao acontecimento do primeiro desfile, foram ainda realizados um leilão de oferendas e na noite de 24 de Fevereiro, dia de Carnaval, a “Queima do Entrudo” – dada a forte afluência de populares ficou célebre a expressão “parece que já é a festa”!

publicado por a nossa terra às 19:28


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
19

20
22
25
26

27
28


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO