Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

20
Mai 08

 

Tratamento ao corpo

 

Tratamentos ao corpo com tecnologia de ponta para combater doenças do foro respiratório, muscular e esquelético são algumas das novidades 

 
Por José Vinha, in Jornal de Notícias
 
Dentro de dois meses, reabre ao público o Hotel das Termas de S. Vicente, uma das mais emblemáticas unidades hoteleiras termais do concelho, que completa 101 anos. Foram investidos cerca de 15 milhões de euros na recuperação do imóvel, na zona envolvente e na construção de um balneário termal moderno, que já funciona, equipado com tecnologia de ponta para tratamento de doenças de foro respiratório, muscular e esquelético. 
Longe vai o tempo em que o jornal "O Comércio de Penafiel" noticiou a abertura do Grande Hotel de S. Vicente, no dia 26 de Maio de 1907, pertencente ao "hábil e inteligente, proprietário do Hotel Portuense, Sr. Domingos Pontes Vasquez". Já na ocasião, as águas de S. Vicente estavam classificadas como "sulfúreas sódicas, fortes, frias (saem das nascentes a cerca de 18 graus), hipomineralizadas, carbonadas sódicas (alcalinas) silicatadas, fluoretadas, radioactivas, tidas como as mais alcalinas entre as águas sulfúreas existentes em Portugal". Há um século, o utente já poderia fazer "ingestão de água, banhos de imersão, duche, irrigações e pulverizações nasais, inalações e aerossóis" usufruindo da qualidade invulgar e terapêutica das águas termais, saídas de terrenos graníticos e com um caudal de 31,680 litros/dia.  
Cento e um ano depois, e após um prolongado período de degradação, o balneário termal abriu no passado mês de Abril, equipado com uma piscina de animação, única na Península Ibérica, com 12 postos de hidromassagem sequencial para tratamento à coluna. Além disso, existem diversas cabinas de sauna e banho turco, tratamentos à base de luz e música, duches de nebulização fria, bitérmico e cíclico, bem como cabinas de cromotermia, duche de agulheta e duches vichy.  
Aproveitando a característica única da água hipotermal, o empresário Gumercindo Oliveira Lourenço, de 57 anos, adquiriu, há três anos, o imóvel, os balneários e a zona envolvente, desenvolvendo um projecto turístico e termal de alta qualidade. 
"As Termas de S. Vicente foram sempre conhecidas por isso...por haver aqui uma estância termal única, com uma água única. Seria uma pena a degradação. Ao ser desafiado pelos antigos donos a comprar as termas aceitei este investimento e sinto-me orgulhoso porque acho que, deste modo, estou a devolver a esta terra algo que, no fundo, lhe pertence", afirma o empresário.   
Actualmente em funcionamento, as termas contam com acompanhamento médico de três clínicos notando-se já uma forte procura de aquistas. 
Dentro de dois meses, deverá ser inaugurado o renovado Hotel das Termas, designado "Palace Hotel & SPA", uma unidade de quatro estrelas com 120 quartos e cinco suites. Envolto por um frondoso jardim, o novo hotel é uma das âncoras do desenvolvimento económico local que deverá contribuir para o regresso de muitos termalistas a uma das zonas mais bonitas de Penafiel, conhecida pela "água milagrosa que faz bem à coluna, aos ossos, às vias respiratórias, à garganta e aos ouvidos". 
No espaço exterior ao hotel e aos balneários termais existem ainda ruínas do "balineum luso-romano", datado dos primeiros séculos da era cristã. 

 

Fonte: Jornal de Notícias

publicado por a nossa terra às 14:13


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14

18
21
22
23
24

26
28
31


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO