Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

07
Nov 08
"Pelo S. Martinho, prova o vinho"... aí está uma boa oportunidade para fazer jus a este ditado popular. Durante cerca de dez dias, a Feira de S. Martinho, recebe milhares de pessoas. As castanhas assadas e o vinho, são, tradicionalmente os produtos que mais chamam a atenção, mas há de tudo pelas ruas da cidade de Penafiel.

O programa contempla algumas iniciativas que visam a recriação da feira desde o séc. XVIII até ao séc. XX, no Largo da Ajuda e Rua Alfredo Pereira.

A partir do próximo Domingo, dia 9 de Novembro, Penafiel enche-se de gente. Há quem venha todos os anos, cumprindo, o que dizem ser, uma tradição.

O vinho novo é o chamariz, mas há também bons negócios que se fazem noutros sectores, nomeadamente no têxtil. Cobertores, mantas e vestuário de Inverno, chamam a atenção do visitante, que aqui, na mesma cidade, encontra de tudo. Por isso, há quem venha de manhã e regresse a casa à noite. Com ou sem farnel, nos restaurantes ou nas "tasquinhas", os visitantes provam o vinho novo.

A caneca ou o copo, junta grupos de amigos que comentam o preço e a qualidade da produção do "verde" deste ano e encomendam-se pipas enquanto se aprecia o saboroso "néctar".

Nos principais dias da Feira (dia 11, dia de S. Martinho, é feriado municipal), os autocarros ocupam as ruas, trazendo gente de todo o lado.

As tendas de "comes e bebes" espalham-se pela cidade e os restaurantes apresentam pratos típicos da região e desta altura (rojões, tortas de S. Martinho, castanhas e vinho).... Há também carros de farturas, de churros e outros doces. Para os mais novos há outras opções - no Campo Conde de Torres Novas, é montado um verdadeiro Parque de diversões.

"Divirta-se e festeje! É o S. Martinho."
publicado por a nossa terra às 14:20

A falta de médicos e consequentemente, a falta de consultas, levou a população das freguesias de Rio Mau e de Sebolido, ambas pertencentes à margem sul do concelho de Penafiel e que integram a unidade de saúde das Termas de S. Vicente/Penafiel, extensão de Rio Mau, a sair à rua exigindo médicos permanentes para servir os cuidados primários de saúde.

A médica que lá esteve até ao dia de hoje "não cumpriu o estipulado e em seis meses de trabalho faltou metade do tempo", referiu Maria Luísa Gomes, presidente da junta de freguesia de Rio Mau. A directora do serviço de saúde das Termas e de Penafiel, Maria Alice Rio, referiu que os 2100 utentes terão a partir de agora dois médicos para assegurar os serviços, enquanto as duas vagas que estarão a concurso até ao final do ano não forem preenchidas. Nessa altura espera que a solução esteja completamente resolvida.

De referir ainda que, este problema afecta outras extensões de saúde, como a de Peroselo. Neste caso, a extensão de saúde serve as freguesias de Peroselo e Boelhe, estando muitos dos utentes sem médico de família, na maioria das vezes, idosos e crianças, tendo que recorrer às poucas vagas das consultas de recurso, de madrugada, sob chuva e frio.

Vale a pena lembrar e referir que "há lutas pelas quais vale a pena manifestar"!
publicado por a nossa terra às 14:19


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

17
19
20
21
22

24
28
29

30


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO