Meio de informação e divulgação, aberto à iniciativa e participação da comunidade, procurando difundir a actividade local entre 22 de Junho de 2007 a 1 de Outubro de 2013. Obrigado a todos os 75.603 leitores.

28
Jan 10

Avelino Anjos Silva está à frente dos destinos da freguesia de Boelhe e vê na criação de uma zona industrial, uma das soluções para um maior desenvolvimento da freguesia.

 

O autarca de Boelhe fala das principais apostas do seu executivo para este mandato, tais como, o saneamento básico e o combate ao desemprego. Salientando também alguns dos projectos que gostaria de ver realizados, desde o alargamento da Zona de construção para incentivar a população mais jovem a fixar-se na freguesia, a construção do Polidesportivo, a construção da piscina pública, a construção da Casa Mortuária e casas de banho públicas junto à Igreja Paroquial, a remodelação dos pistões e fontanários de águas públicas, entre outros.

 

Sr. Presidente, Avelino Anjos Silva estava à espera de ser eleito?

Era algo que já estava à espera, até porque dediquei-me na totalidade ao longo de 24 anos como secretário da Junta de Freguesia ao desenvolvimento da freguesia e todas as mensagens de apoio, que carinhosamente recebi da minha equipa e da comunidade, assim o indicava.

 

Que motivos o levaram a candidatar-se?

O enorme gosto por viver pela freguesia de Boelhe e pelo facto de fazer parte de várias instituições da freguesia e participar no desenvolvimento das suas actividades.

 

Quais os projectos que a Junta de Freguesia de Boelhe tem previstos para este mandato?

Pretendemos reparar as actuais e abrir algumas novas ruas, alargar a Zona de construção para incentivar a população mais jovem a fixar-se na freguesia, a construção do Polidesportivo, a construção da piscina pública, a construção da Casa Mortuária e casas de banho públicas junto à Igreja Paroquial, dirigindo-nos e apoiando diariamente a população.

Queremos também apostar na rede de saneamento básico e águas pluviais de forma a permitir melhorar a qualidade de vida de da população da freguesia e a remodelação dos pistões e fontanários de águas públicas, entre outros.

 

Existe algum projecto especial que gostasse de ver concretizado?

Sim. A criação de uma zona industrial para que possam surgir mais postos de trabalho, sendo que já existe um terreno para o efeito.

 

Que tipo de carências a freguesia apresenta?

O desemprego é um dos problemas mais graves da freguesia de Boelhe. Alguns trabalhadores viram-se obrigados a deslocar-se para Espanha devido à falta de trabalho, sendo que o sector feminino tem sido o mais afectado.

Há também necessidade de um médico de família para a população que não possui, assim como do reforço de atendimento no posto de saúde, evitando a deslocação dos utentes durante a madrugada para conseguir uma vaga.

Outro dos problemas que urge dar resposta é a ausência de saneamento básico na freguesia.

 

Existe algum troço de estrada que deve ser beneficiado na freguesia?

Sim. È necessário melhorar a estrada que liga as freguesias de Boelhe e Peroselo, assim como a construção de passeios para peões em toda a extensão da Estrada Nacional nº 312, o seu alargamento e reparação, reforçando a sinalização e iluminação pública.

 

Qual é a situação da freguesia ao nível da rede escolar?

No âmbito escolar a freguesia dispõe da Escola Primária de Bairros Nº 1, Escola Básica Nº 2 e o Jardim-de-infância de Bairros. Nesta área, a comunidade e a freguesia está bem servida. No entanto, para prolongamento dos estudos, a juventude tem que se deslocar para as EB 2,3 do Cruzeiro ou Penafiel, sendo desejável que a zona ribeirinha ao Tâmega possui-se um estabelecimento de ensino para os 2º e 3º ciclos.

 

No âmbito social é uma freguesia muito necessitada?

A Associação para o Desenvolvimento da Freguesia de Boelhe tem procurado colmatar da melhor forma possível as necessidades sociais e culturais existentes na freguesia. A construção do novo "Centro Social de Boelhe", ao abrigo do programa PARES dará resposta a muitas valências vocacionadas para toda a comunidade, seja a juventude ou os nossos idosos.

Sendo que o problema mais grave prende-se com a toxicodependência que nos últimos tempos tem vindo a afectar muito a freguesia, tendo provado alguma insegurança na população boelhense. 

 

E ao nível do desporto?

A Associação Columbófila de Boelhe e o Futebol Clube de Boelhe têm desenvolvido muito a vertente desportiva, ocupando os tempos livres dos jovens de forma saudável. Com a construção do polidesportivo a freguesia de Boelhe poderá também contar com outras modalidades.

Presentemente, a comunidade impulsiona também a modalidade de futsal e, como no passado, surge agora uma formação de futebol feminino. 

 

Como avalia o desempenho das associações da freguesia?

O movimento associativo existente na freguesia está activo e a trabalhar em prol do desenvolvimento social, cultural, desportivo da freguesia de Boelhe, e isso tem sido uma mais-valia para a população boelhense e para o desenvolvimento da freguesia.

À volta das raízes e tradições de Boelhe, as iniciativas surgem e merecem o apoio de todos. O Rancho Folclórico, o futebol, a columbofilia, a acção cultural e social e todos os movimentos locais representam Boelhe junto das comunidades por onde actuam ou participam. 

 

Como está a freguesia em termos de abastecimento de água e saneamento básico?

A freguesia ao nível de abastecimento de água está servida quase na totalidade. Em termos do saneamento básico a freguesia está a zero, sendo claro que esta é uma das nossas principais prioridades para este mandato, compromisso assumido perante a população. 

 

Em relação á iluminação pública, a freguesia já viu compensadas as carências?

Um dos locais que está ainda bastante carenciado de iluminação pública é a Avenida de S. Brás e a área envolvente, sendo que também é necessário substituir as armaduras por outras mais modernas e resistentes em várias ruas da freguesia.

Presentemente, dentro das nossas limitações financeiras, iniciamos a colocação de algumas novas lâmpadas, mais económicas e vocacionadas para melhor eficiência na iluminação, como no caso de nevoeiro. 

 

E em termos de recolha de lixo?

A recolha de lixo está razoável, temos apenas alguns caminhos onde o transporte do lixo não passa devido à sua dimensão sendo necessário um transporte mais pequeno para conseguir percorrer todos os lugares da freguesia. Será nosso propósito melhorar diversos aspectos na recolha de lixo.

 

Na sua opinião o rio Tâmega pode constituir uma alavanca para a dinamização turística da freguesia?

Sim, sem dúvida. O rio Tâmega oferece uma paisagem lindíssima digna de ser visitada, apreciada e de livre acessos. Além disso, Boelhe é uma freguesia rica em termos de história, com vasto património e monumentos e a aposta no turismo pode ajudar na criação de mais postos de trabalho na freguesia.

 

Que projectos estão previstas ao nível turístico para a freguesia de Boelhe?

A divulgação e referenciação do seu património são uma realidade. Boelhe, além da Igreja Românica a S. Gens, monumento nacional e da Rota do Românico, possui as ruínas arqueológicas da Bouça do Ouro e a Capela de Passinhos, entre outros. Aliadas às fantásticas paisagens e o Tâmega para ser visitado, todos os projectos merecerão o nosso apoio.

Faltam concretizar alguns arruamentos, novos espaços verdes, limpezas e o despertar da atenção perante o nosso valiosíssimo património como fonte geradora de desenvolvimento.

No aspecto fluvial, junto com o parque de jogos de futebol de praia, por exemplo, a concretização de um arranjo na área envolvente à Praia da Granja possibilitará novos e agradáveis momentos de lazer e convívio no verão, seja a pesca, a prática de desportos náuticos ou canoagem. As verbas da Junta não chegam para tudo, são bastante limitadas, há que contar com o apoio das entidades e associações que aqui queiram apostar.

 

Na sua opinião um presidente de Junta deveria ter mais regalias?

Sim. Se tivermos em conta o elevado nível de responsabilidade dos presidentes de Junta ao exercer as suas funções ao serviço da população e não de si mesmo.

 

Qual é o seu desejo para a freguesia e para a população Boelhense?

Desejo sobretudo que um maior desenvolvimento da freguesia de Boelhe e que a população possa usufruir de uma melhor qualidade de vida.

  

Parque Urbano Padre Serra 

 

publicado por a nossa terra às 18:40

 

Situada no extremo sudoeste do concelho e na margem direita do rio Tâmega, Boelhe é uma pacata freguesia, onde o verde e a história predominam. Com doze quilómetros de área e com, Abragão, Luzim e Rio de Moinhos como freguesias limítrofes, Boelhe tem no seu coração uma riqueza inigualável. 

A Igreja Românica de S. Gens, relíquia arquitectónica dos primeiros tempos da nacionalidade, é considerada a mais pequena igreja românica de toda a Península Ibérica. Trata-se de uma igreja dos primeiros tempos da Monarquia, de arquitectura românica do final do século XII, e é geralmente atribuída a sua construção à rainha D. Mafalda de Sabóia, mulher de D. Afonso Henriques. Embora possa haver um desfasamento entre a data da sua construção e a morte da Rainha, o orago da Igreja (S. Gens) indica que era de alguém que viesse de além dos Pirinéus, pois tal santo ainda era desconhecido em Portugal, sendo contudo muito venerado em França. S. Gens figura como sendo o Advogado das Operações, bastante venerado por alturas de uma cirurgia ou medicina mais intensiva. 

No seu início, a Abadia de Boelhe era pertença dos monges de Vila Boa do Bispo, tendo o direito de apresentação da dita Abadia. 

Arquitectonicamente, a igreja de Boelhe tem a singeleza dos templos românicos, simultaneamente ingénuos e severos, de planta quadrangular tanto no corpo da Igreja como na capela-mor, onde um pórtico com três arquivoltas guarnecidas de toros e um friso de modilhões finamente lavrados, sendo grande e severo, não destoa do pequeno tamanho do templo. À direita da frontaria, um pequeno arco sineiro e ao centro da empena, uma cruz de braços iguais. De destaque algumas figuras de cabeças de boi, figuras bolas etc. 

Interiormente o edifício permanece intacto. Junto à entrada, do lado esquerdo, exteriormente, existe uma pia também românica. Referindo-se à decoração arquitectónica da Igreja de Boelhe, o arqueólogo e professor Joaquim de Vasconcelos comenta: "...a fauna e a flora, é tudo quanto há de mais interessante, pela execução, pelo rigor do cinzel e pelo eloquente significado dos símbolos e das alegorias". Trata-se, sem dúvida, "apesar da sua obscuridade rural, de um dos mais característicos marcos — verdadeiros marcos de posse — com que os cristianizadores daquela época heróica assinalaram a sua marcha vitoriosa nos longos caminhos da terra hereditária reconquistada ao invasor sarraceno" — pode ler-se no "Boletim da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais de 1950.

É, sem adições nos restauros, uma verdadeira jóia românica, talvez a mais completa do concelho de Penafiel, e, na verdade, das poucas que na fachada — do lado da Epístola — conservam o campanário primitivo, o que ainda mais a valoriza."Certo, não se tentou erguer ali, nessa terra ainda mal povoada, entre as águas benfazejas do rio Tâmega e as ásperas ladeiras do grande monte do Esporão, uma obra monumental, de proporções catedralícias — esclarece o já referido boletim —; cuidou-se, todavia, de fazer alguma coisa mais que uma simples orada aldeã, isto é, um edifício nobre que nobremente acolhesse os viandantes desejosos de honrar a Deus, ou atraísse àqueles lugares, com a esperança de maiores bens, os colonos indispensáveis ao aproveitamento e valorização do solo". Do adro da igreja, a nordeste, goza-se de belo ponto de vista sobre o rio Tâmega.

Fonte: Notícias de Penafiel, edição de 28 Jan. 2010

 

publicado por a nossa terra às 18:21

Zeferino Sousa

   

Fundado em Agosto de 1974, o Futebol Clube de Boelhe possui um campo de jogos próprio, tendo sido um dos primeiros em todo o concelho a receber iluminação para jogos à luz artificial, dedicando actualmente especial atenção ao futebol amador e às camadas jovens.

Nos primeiros anos de actividade esteve filiado na Associação de Futebol do Porto, militando várias épocas na antiga 3ª divisão. Foi dos primeiros clubes do concelho a ter representação de futebol feminino e sessão de atletismo.

Esta época, o FC Boelhe participa na Série B do Futebol Amador do Concelho de Penafiel, ocupando desde o início da época os primeiros lugares da tabela classificativa.

Zeferino Sousa, presidente do FC Boelhe, refere "desde do início da época que estamos a lutar por vencer a Série e a Taça da Federação." Acrescentando "temos sempre uma grande equipa, que acredita que pode vencer o campeonato." O colectivo faz a diferença e a juventude da terra tem o "gosto para a bola."

O dirigente salienta que pretendem sobretudo continuar apostar nas camadas jovens, para isso o FC Boelhe, conta também com o escalão de juvenis que, como no passado, vai no bom caminho pois serão estes os Homens que amanhã defenderão as cores do clube e da terra. Refira-se que no total o Boelhe proporciona a prática desportiva a cerca de 45 atletas, fazendo com que estes ocupem os seus tempos livres de forma saudável.

O clube conta com o apoio da Junta de Freguesia, da população e massa associativa, sempre afecta com a sua juventude e do município.

No entanto, o FC Boelhe vai arrancar brevemente com a construção da sede própria do clube, um desejo partilhado pela Comunidade. 

Fonte: Notícias de Penafiel, edição de 28 Jan. 2010

publicado por a nossa terra às 18:17

 

A Associação Columbófila de Boelhe iniciou a actividade em 1987 e desde então tem sido só arrecadar títulos.

Fernando Ribeiro, presidente da Associação Columbófila de Boelhe há cerca de oito anos, refere que "este é um desporto dispendioso mas em Boelhe ainda existe um grande número de participantes e apaixonados da modalidade." Refira-se que a época columbófila inicia-se em Fevereiro e encerra em Julho.  

O campeonato subdivide-se em mais quatro campeonatos ou provas, ou seja, o campeonato de Velocidade, de Fundo, Meio Fundo (médias distâncias) e Geral por acumulação de pontos.

A Columbofilia é uma actividade desportiva com tradição muita antiga, que deriva de geração para geração. A seguir ao futebol é a actividade desportiva com mais participantes. Sendo que a paixão pelos pombos deriva na maioria dos casos de uma herança familiar, nomeadamente de pais para filhos.

A Associação Columbófila de Boelhe conta com cerca de 35 participantes, possui sede social própria e uma carrinha para transportar os atletas. Conta com o apoio da Câmara Municipal, da Junta de Freguesia e de todos os sócios e amigos.

Fonte: Notícias de Penafiel, edição de 28 Jan. 2010

 

publicado por a nossa terra às 18:13

 

A Associação para o Desenvolvimento da Freguesia de Boelhe (ADFB) é uma instituição de solidariedade social, criada em Outubro de 1997. A sua génese e desenvolvimento está relacionada com a necessidade de dar resposta aos problemas sociais existentes na Freguesia de Boelhe e contribuir, através da sua acção, para a definição de uma estratégia para o seu desenvolvimento.

Tendo como por objectivo contribuir para o desenvolvimento da Freguesia de Boelhe com actuação prioritária em matéria de acção social e, secundariamente, desenvolver actividades de âmbito cultural, humanitário de desporto, de recreio e de lazer. Sendo nesta linha de actuação que se inserem os cursos de formação e inserção na vida profissional, as actividades de desporto, culturais e de turismo profissional.

As actividades desenvolvidas pela ADFB prendem-se com os objectivos acima descritos, nomeadamente: no Desporto, Futsal, Futebol de 11 Feminino e jogos tradicionais; no Turismo, Recreio e Lazer, percursos pedestres, alojamento e jantares temáticos, Culturais: iniciativa de pintura com "Pintar Boelhe", Rancho Folclórico e Feira de Artesanato.

Actualmente, na área social, possuem as valências de ATL com 20 crianças, o Centro de Convívio com 25 idosos, o Centro de Dia com 25 idosos e o Serviço de Apoio Domiciliário a 10 idosos (com extensão para sábados e feriados).

 

Ao nível da formação profissional estão em execução três cursos: dois EFA B3 e um Nível secundário, com um total de 36 formandos.

Segundo Rui Abrantes, presidente da Associação de Desenvolvimento da Freguesia de Boelhe, as principais apostas da ADFB passam por dotar a freguesia de um Centro Social e continuar a apostar no desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida da população da Freguesia. Sendo assim a obra emblemática e muito ansiada desta instituição é a construção do Centro Social de Boelhe, integrado no Programa Pares, e quem se encontra já assinado um protocolo de comparticipação financeira com o Governo de modo a dotar a freguesia de respostas sociais de Centro de Dia (50 utentes), Creche (33 utentes), Lar de Idosos (14 utentes) e Serviço de Apoio Domiciliário (20 utentes). Este projecto está orçado em 1.196.400,00 euros.

Rui Abrantes explica também que está já aprovada a criação de uma empresa de inserção que, no âmbito da ADFB, prestará serviços de natureza doméstica (limpezas, lavagem e tratamento de roupas, etc.) e jardinagem procurando ser útil à comunidade e criando e mantendo postos de trabalho e rentabilizando as actividades da Associação.

publicado por a nossa terra às 18:09

A população assistiu e participou no "Cantar das Janeiras"

No passado Domingo, o recinto do Parque Urbano Padre Serra, em Boelhe, encheu-se de pessoas para assistir ao sucesso do I Encontro "Cantar das Janeiras à população".

Esta iniciativa foi promovida pelo executivo da Junta de Freguesia, à volta das raízes e tradições de Boelhe, da música à alegria, reunindo a comunidade educativa do Jardim-de-infância, as EB1 de Bairros n.º 1 e n.º 2, grupos de cantares populares, rancho folclórico e cantares da Comissão de Festas a S. Gens.

Dirigida a toda a comunidade, o cântico das janeiras, segundo Avelino Silva, presidente do executivo, estende-se à população e sai à rua. Vem da vontade em criar laços entre a comunidade boelhense, instituições e a necessidade de aprofundar as suas riquezas culturais.

Após a entrega de lembranças, a iniciativa terminou com um lanche/convívio. No próximo ano, a freguesia de Boelhe terá uma nova edição.

 

O jornal "Notícias de Penafiel" publicou, na edição de 28 de Janeiro, um suplemento especial dedicado à freguesia de Boelhe.

 

publicado por a nossa terra às 18:06

O Centro de Recrutamento da Força Aérea é o órgão da Força Aérea que tem por missão proceder ao Recrutamento para a prestação voluntária do serviço militar na Força Aérea. Na página do Recrutamento da Força Aérea encontrarás um conjunto de informações úteis.


Força Aérea - Secretariado e Apoio dos Serviços - 106 vagas

Força Aérea - Informática (TINF) - 14 vagas

Força Aérea - Pessoal e Apoio Administrativo (TPAA) - 18 vagas

Força Aérea - Controlo de Tráfego Aéreo (OPCART)

Força Aérea - 11º/12º ano

Força Aérea - Construção e Manutenção de Infra-Estruturas (CMI) - 10 vagas

Força Aérea - Oficiais

Força Aérea - Polícia Aérea - 115 Vagas

Força Aérea - Informática (OPINF) - 14 vagas

Força Aérea - Hotelaria e Subsistências (SHS) - 24 vagas

Força Aérea - Licenciatura

Força Aérea - Material Electrotécnico (TMMEL) - 7 vagas

Força Aérea - Controlo de Tráfego Aéreo - Licenciatura - 7 vagas

Força Aérea - Praças 9º ano

Força Aérea - Mecânico de Material Aéreo - 75 vagas

Força Aérea - Banda e Fanfarras (MUS) - 12 vagas

Força Aérea - Praças 11º/12º ano

Força Aérea - 9º ano
publicado por a nossa terra às 14:44


perfil

4 seguidores

pesquisar neste blog
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
14
16

17
21
22
23

25
26
27
29
30

31


links
Força Portugal!
badge
blogs SAPO